Como funciona o sistema de freios de um F1?

Antes de iniciar a leitura…

Pessoal! Faz um tempo que eu não posto nesse blog. Há alguns meses eu criei um canal no youtube com vídeos sobre os mesmos temas (e alguns além) que eu postei aqui. Caso você leia esse post e ache o que eu fiz legal, recomendo que siga o meu canal e a página no facebook.

Os links vão abaixo:

https://www.youtube.com/channel/UCnKoNhNOCEGk2wIG0cm5VtQ

https://www.facebook.com/blogdoutorautomovel/

Obrigado e boa leitura!

O sistema de freios de um formula 1 é definitivamente o mais bem preparado do mundo,  um carro de formula 1 a 300Km/h leva cerca de 4 segundos para parar totalmente, quando a 200Km/h o carro leva apenas 2,9 segundos para parar e faz isso em cerca de 65m e finalmente a 100Km/h 1,4 segundo e para totalmente em 17 metros! Esses são alguns dados impressionantes.

Outra coisa incrível é que numa freada forte, a força encima do piloto pode chegar a 5,4G, isto é, 5,4 vezes a força gravitacional, por exemplo: a 5,4G uma pessoa que pesa 70 kg passa a pesar incríveis 378 kg.

Na foto ao lado fica exposto o disco de freio da Ferrari.

A formula 1 há muito tempo já utiliza freios à disco, atualmente com 28mm de espessura e 278mm de diâmetro,  já foram feitos de aço mas hoje são fabricados em fibra de carbono, um material mais leve e principalmente resistente à temperatura, para que se tenha uma idéia um disco de freio de um formula 1 trabalha normalmente a cerca de 650ºC e pode passar dos 1000ºC, chegando até 1200ºC e podendo se manter nessa temperatura por alguns décimos de segundo antes de explodir.

Ao lado duas fotos de discos de freios incandescentes, sendo usados ao limite, por volta de 1000ºC.

Ao contrario do que muitos pensam, não é bom que os freios fiquem numa temperatura baixa, realmente a temperatura ideal gira em torno dos 650ºC. Quando “frio” um freio de um carro de formula 1 trava as 4 rodas facilmente ao menor toque no pedal  o ABS (sistema presente nos carros de rua) é proibido na formula 1, o sistema funciona distribuindo o fluido de freio entre as rodas e impedindo que alguma delas trave. Com o ABS proibido os pilotos têm que possuir uma sensibilidade muito grande para equilibrar o carro nas curvas, dentro do carro o piloto possui 2 ajustes para o equilíbrio de freios:

O 1º deles é o balanço de freio, que funciona da seguinte forma: uma alavanca localizada no cockpit que permite ao piloto variar a intensidade da força dos freios nas rodas dianteiras e traseiras do carro.

O ajuste funciona da seguinte forma: o piloto empurra a alavanca para cima para que os freios da frente trabalhem com mais força do que os freios de trás, ou puxa ela para baixo fazendo com que os freios passem a trabalhar com mais força nas rodas de trás.

Esse ajuste influencia diretamente no equilíbrio do carro, jogando o balanço de freio mais para frente o carro tente a sair de frente na curva, para quem é novo no automobilismo, um carro sai de frente quando ele tende a ir reto em uma curva, quando o balanço de freio é jogado para trás, o carro tende a sair de traseira, essa já é mais famosa, é quando o carro tende a rodar na curva. O desafio de engenheiros e pilotos é encontrar o equilíbrio entre o balanço mais para frente ou para trás, o criador desse sistema de regulagem no carro foi Michael Schumacher, antes os freios eram regulados no Box, Schumacher teve a idéia de colocar essa alavanca ao alcance do piloto e foi o primeiro a ajustar os freios do carro a cada curva.

O outro ajuste possível dentro do carro é o da pressão dos freios, esse também já é mais fácil de compreender, é simplesmente a força que o freio aplica nas rodas, independente do balanço, o ajuste de pressão ajuda, por exemplo, no caso dos freios frios, o piloto pode diminuir a pressão para que as rodas não travem, obviamente diminuindo a pressão o freio será menos eficiente, o ajuste da pressão dos freios é feita por um botão que fica na mesma alavanca que regula o balanço, o piloto gira o botão para aumentar ou diminuir a pressão dos freios.

No vídeo note que a cada vez que Schumacher tira a mão esquerda do volante, ele faz um ajuste nos freios para adaptar o carro à curva, tal ajuste que pode parecer compulsivo ou exagerado mas já é totalmente provado que isso dá preciosos décimos de segundo ao piloto, além de proporcionar uma pilotagem mais confortável para o piloto uma vez que o piloto pode ajustar o carro ao seu jeito de pilotar a cada curva.

Anúncios
  1. 3 de março de 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: